#6 Wild pic

 

A língua dos felinos é longa e flexível. Possuem uma superfície áspera, constituindo pequenas saliências inclinada para dentro (papilas). Eles possuem um paladar muito sensível, podendo assim reconhecer a qualidade do alimento que está prestes a comer. Por causa disso gatos domésticos costumam ser tão enjoados, só comendo o que realmente os agrada.

9096a32a-c121-434b-ad24-8d12e5515d42.jpg

Estes pequenos filamentos tem inúmeras funções, assim como:

  • Lavar, pentear seus pelos. No caso de felinos com uma longa pelagem, eles acabam ingerindo o próprio pelo, por isso as bolas de pelo, que são eliminadas naturalmente por vômitos.
  • Retirar a carne dos ossos de suas presas

 

 

Anúncios

#5 wild pic – mosca escorpião

Esse curioso animal vem da ordem Mecoptera, mais especificamente da família Panorpidae. Esse formato de cauda excêntrico como as caudas venenosas de um escorpião são um tanto quanto assustador. Como se um escorpião tivera evoluído e criado asas.

Felizmente o mundo não é tão cruel a esse ponto, o animal em questão não passa de uma inofensiva mosca, e sua terrível cauda não é nada mais que um órgão genitor masculino.

#4 wild pic – cabras montanhosas

Cabras montanhosas são exímias escaladoras de montanhas. Para nós, seres humanos, pode até parecer perigoso e arriscado, mas suas patas são adaptadas para conseguir se sustentar. Esse estilo de vida tem sido bem sucedido, pois nenhum predador em potencial se arrisca a essa façanha, e conseguem achar comida nos lugares mais inaccessíveis.

Os principais caprinos especialistas em alpinismo são a cabra-da-montanha (Oreamnos americanus) e o íbex-alpino (Capra ibex).

 

#3 wild pic – Leopardo-das-Neves

Felino em extinção que habita as grandes altitudes da Ásia central, como Tibete, Nepal, Índia, Paquistão, Himalaia e o monte Everest. Sua pelagem é uma das mais bonitas entres os felinos, e é útil para se camuflar na neve e caçar suas presas com mais facilidade.

Na natureza, não existem mais do que seis mil leopardos-das-neves, porque seus ossos, peles e alguns órgaos são usados na medicina asiática. e raramente são vistos

leopardo das neves.png

#2 wild pic – raposa do ártico

A Raposa do Ártico  apresenta a mais fantástica integração com o meio hostil, onde vive em temperaturas que chegam aos -50º C. Sente-se completamente à vontade e adaptada tanto no verão quanto no inverno e consegue criar os filhotes que, aliás, não são poucos com um sentido de família altamente desenvolvido.

Seu segredo de sobrevivência é que durante o verão há maior quantidade de alimentos, e a raposa armazena comida em seus esconderijos para ter seu alimento garantido no inverno. Além disso, seu estômago digere qualquer presa, e está apta a enfrentar longos períodos sem comer sem problemas.

No verão, sua pelagem fica acinzentada ou acastanhada, o que lhe permite ficar invisível entre as rochas. E no início do inverno sua pelagem muda de cor. A ponta de sua cauda começa a ficar branca, e isso vai se estendendo por todo seu corpo, que no caso é uma ótima camuflagem.