A poluição do plástico e alternativas sustentáveis

Atualmente é difícil viver sem o plástico,  utilizado em embalagens e para fins industriais e medicinais.

Devido à sua dificuldade de se degradar naturalmente, sendo que muitos exigem mais de 100 anos para a degradação completa, o plástico vai se acumulando em aterros e lixões municipais e acabam afetando o meio ambiente.tartaruga-plastico.jpg

A dispersão de lixo no mar é o principal fator negativo do plástico. Animais marinhos (principalmente as tartarugas), veem o plástico como alimento e, uma vez engerido, dificilmente sai do corpo, causando  inanição na maioria das vezes.

Para tratar a quantidade gigantesca de resíduos plásticos, existem quatro estratégias principais para combater esse mal:

  • Incineração: acarreta na queima do polímero, o que não é tão recomendável devido ao custo dos fornos e à liberação de gases tóxicos que causam chuva ácida;
  • Reciclagem: o método mais viável devido ao reaproveitamento dos resíduos;
  • Aterros sanitários: uma parte dos resíduos é incinerada e parte é descartada no mar;
  • Biodegradação: uma configuração que regula a hidrofobicidade, fator que impede o  material de se degradar rapidamente.biodegradable-plastic

Como uma alternativa mais sustentável para o uso dos plásticos, existem os biodegradáveis, com nomes muito bonitos, como o poli-β-hidroxibutirato (PHB), o poliácido lático (PLA) e o poli-ε-caprolactona (PCL). Esses polímeros têm a característica de ser mais hidrofílicos; fazem interações moleculares com a água e se degradam muito mais facilmente no ambiente. Esses plásticos mais sustentáveis têm a desvantagem do alto custo de produção e, por isso, as indústrias têm uma preferência pelos materiais plásticos menos ecológicos, como o PET, PVC, polietileno e polipropileno, que são os mais usados atualmente.

Referências:

Anúncios

Um comentário sobre “A poluição do plástico e alternativas sustentáveis

  1. […] Só um adendo: não use isopor. Assim como outros materiais poliméricos, como diversos plásticos, o isopor polui, veja por quê. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s